Conheça as frentes de atuação em 2012

O Programa Integrar é resultado da consolidação de Política de Investimentos Sociais da Kinross, com foco nas áreas de Educação, Cultura, Educação Ambiental e Geração de Trabalho e Renda.

Essa Política busca fortalecer o vínculo entre a empresa e as comunidades onde atua, com base nas relações de parceria, contribuindo para o desenvolvimento sustentável local e para que os públicos beneficiados ampliem o seu protagonismo na construção da cidadania.  Fundamentando-se na atuação ética, transparente e responsável, suas diretrizes devem garantir que todas as decisões sobre investimento social reflitam os valores da Kinross.

Presença nas comunidades

As diretrizes do Programa Integrar incluem promover iniciativas que gerem valor compartilhado com a sociedade e fortaleçam as políticas públicas. Suas ações estão alinhadas com as recomendações do Plano Paracatu 2030 e em indicadores sociais locais críticos que apontaram oportunidades de mudança. O programa está presente em escolas, centros culturais, organizações sociais e no dia a dia de várias comunidades, destacando-se por projetos que se desdobram em capacitações, oficinas, seminários e mobilizações, envolvendo os quatros eixos de atuação.

Ações do Eixo Educação

No eixo Educação, o Programa Integrar deu seus primeiros passos em 2011 com um projeto-piloto em três escolas municipais e uma estadual, tendo como principal diretriz a união de esforços da comunidade escolar – professores, alunos de escolas públicas e seus familiares ­- , em prol da melhoria da aprendizagem e da elevação do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). O Ideb é um indicador criado em 2007, que mede a qualidade da Educação no Brasil, com base no desempenho dos alunos e nas taxas de aprovação. A Secretaria Municipal de Educação e a Superintendência Regional de Ensino (estadual) são parceiras fundamentais na realização do Programa nas escolas.

Três frentes de atuação

Em 2012, o Integrar ampliou sua abrangência e, além das Escolas Municipais Coraci Meireles de Oliveira, Gidalte Maria dos Santos e Prof. Maria Trindade Rodrigues e da Estadual Affonso Roquette, passou a atender também a Escola Municipal Márcia Macedo Meirelles (CAIC), escolhida por critérios de desempenho da aprendizagem dos alunos. O Programa mantém seu propósito de contribuir para a qualidade da educação no município, de acordo com o diagnóstico do Paracatu 2030 e abriu três frentes de atuação com esse objetivo:

1. Aprendizagem dos alunos e melhoria do Ideb da escola e do município.

2. Fomento a iniciativas de Educação de Jovens e Adultos (EJA).

3. Estímulo à trajetória escolar de alunos do 9º. ano – preparação para prova do IFTM.

Além disso, o Programa mantém oficinas e palestras abertas a toda a rede pública de Paracatu, sobre temas como Dislexia (Ampliando a Habilidade de Ensinar), Cultura de Paz e Cooperação, Como usar bem o resultado da avaliação e  Estratégias Pedagógicas (Como trabalhar as questões mais críticas apontadas nas avaliações de aprendizagem). No total estas oficinas reuniram cerca de 300 participantes até agora.