Pesquisa mostra a visão dos professores sobre a educação no Brasil

Pesquisa mostra a visão dos professores sobre a educação no Brasil

Falta de acompanhamento psicológico e indisciplina são alguns dos principais problemas nas escolas.

Por Manu Dias.

A falta de acompanhamento psicológico para os alunos que necessitam desse cuidado é o fator que mais impacta no cotidiano de trabalho dos professores na sala de aula. É o que revela a pesquisa da Fundação Lemann “Conselho de Classe – A visão dos professores sobra a educação no Brasil“, realizada pelo IBOPE Inteligência e pelo IPM. De acordo com o estudo, 21% dos professores da rede pública do país mencionam esse como o problema que precisa ser resolvido de forma mais urgente.

A indisciplina dos alunos é o segundo fator mais citado, mencionado por 14% dos entrevistados. Na sequência, aparece a defasagem de aprendizado de alunos com 12%, seguida da aprovação de alunos que não estão preparados para o próximo ciclo, com 10% das menções. Completa a lista dos cinco primeiros fatores, a baixa remuneração do professor, apontada por 9% dos entrevistados.

De acordo com a pesquisa, ver o aluno aprendendo é o que mais faz brilhar o olho dos professores. Para eles, os aspectos que trazem mais satisfação em ser professor é a sua contribuição para o aprendizado dos alunos, citado por 72%, responsabilidade social, apontado por 65%, e oportunidades de aprendizado, indicado por 54%, mesmo percentual dos que mencionam convívio com a equipe da escola.

Futuro – A maioria espera continuar exercendo a profissão de professor. Quando perguntados onde se veem nos próximos 5 anos, 57% dizem que vão permanecer na função atual, na mesma escola, e 12% afirmam que vão continuar na atual função, mas em outra escola. Há também 9% que desejam se aposentar, mesmo percentual dos que vão realizar outra atividade profissional na área educacional, e 5% que desejam ocupar cargos de direção e administração escolar. Apenas 5% dos entrevistados querem realizar outra atividade profissional em outra área nos próximos anos.

Sobre a pesquisa

Estudo quantitativo: A pesquisa foi realizada no segundo semestre de 2014 com 1.000 professores do ensino fundamental (I e II) da rede pública. A amostra foi selecionada para garantir a representatividade dos professores nas áreas urbanas do país.

Análises qualitativas: Para auxiliar a construção do questionário e a leitura dos dados, foram realizados grupos focais e entrevistas em profundidade.

Acesse a pesquisa completa, clicando na figura abaixo:

Imagem1

Fonte: Site do Ibope, 06/03/2015 – http://goo.gl/40wWsG